CLIQUE para RETORNAR ao ÍNDICE do Manual Básico de RH

MANUAL BÁSICO DE RH

POLÍTICA SALARIAL


A Política Salarial é o melhor sinal de como a empresa trata seus Recursos Humanos.

OBJETIVOS DA POLÍTICA SALARIAL

Qual o sinal que a empresa quer dar? Que ela se importa realmente com o crescimento dos empregados ou é apenas um 'marketing'. Essa "Política" envolve uma série de definições e providências que a empresa deve tomar para motivar os empregados para que se empenhem no atingimento dos objetivos de negócios das empresas. Quais os objetivos de uma política salarial?

DEFINIÇÃO DE RESPONSABILIDADES e NÍVEIS DE APROVAÇÃO

A responsabilidade pelos salários dos empregados costuma ser distribuída por vários "atores": Alta Direção, Comitê de Remuneração, Gestores, Supervisores e a área de RH. Quais são as "alçadas"? Quem pode apenas indicar? Quem pode autorizar? Quem pode aprovar? Deixar essas questões bem definidas ajuda muito, dá segurança aos Gestores e deixa os empregados cientes de como encaminhar seus pleitos.

E um pouco mais do que isso porque ainda falta um detalhe: as ações salariais podem ser propostas de acordo com a política e procedimentos ou então ações propostas MAS NÃO PREVISTAS. Então, a definição de responsabilidades deve envolver também essas duas perspectivas.

O QUE DEVE IMPACTAR A REMUNERAÇÃO?

Nos capítulos anteriores foram mostrados os elementos que devem compor a remuneração. Qual a influência sobre o Salário Base ou sobre os Benefícios? Uma política bem trabalhada deve tornar claro o que "impacta" no que. O quadro a seguir ilustra as influências e o que é ou pode ser influenciado.


FAIXAS SALARIAIS

A estrutura salarial das empresas costuma ser representada por Faixas Salariais onde constam desde o menor até o maior salário pago. Estamos falando do Salário-Base. Cada faixa compreende um certo número de cargos e seus respectivos salários-base. A expressão 'promoção horizontal' se refere à caminhada que um funcionário pode ter 'dentro da faixa'. A 'promoção de cargo' se refere à 'mudança de faixa'. Há várias escolhas no momento de estruturar as Faixas Salariais. Hoje em dia muitas consultorias propõem a construção de "broad bands", isto é, faixas amplas pois acham que proporcionam maiores possibilidades de promoções. Uma outra escolha que as empresas devem fazer é se as faixas se interpolam ou não.

Abaixo um exemplo de Faixas Salariais desenvolvidas pela consultoria para um cliente. Note como as faixas começam com 80% da Mediana de Mercado, por escolha do cliente, não se interpolam, isto é, uma faixa começa onde a anterior termina.



ADMINISTRAÇÃO SALARIAL

Expressão usada para significar o conjunto de definições tomadas pela empresa com vistas a regular como os Gestores devem administrar os salários de seus subordinados.

* Salário de Admissão: quanto é que um funcionário recém admitido deve ganhar? No início da faixa? Um pouco abaixo da faixa do cargo para o qual foi selecionado?

* Aumento Salarial Coletivo: é o aumento para todos os funcionários. É definido ou por Acordo com o Sindicato da categoria ou então pode representar uma "antecipação salarial" dada pela empresa. Os percentuais concedidos nos dois casos devem ser passados para as faixas salariais.

* Aumento Salarial Individual - Promoção de Cargo: Deve-se definir o % de aumento que um funcionário promovido deve receber ao mudar para uma faixa acima ou até mais de uma faixa.

* Aumento Salarial Individual - Ajuste Salarial: pode ocorrer que após um trabalho de comparação com o mercado, por exemplo, haja funcionários que estão abaixo do valor mínimo da faixa salarial de seus cargos. A empresa deve definir os % de ajuste que podem ser feitos.

Aumento Salarial Individual - Aumento por Mérito: O Aumento por Mérito é o deslocamento da posição salarial de um indivíduo dentro da faixa salarial do seu cargo, aumento este concedido em função do reconhecimento da melhoria do desempenho individual. A empresa deve definir (a) os níveis de desempenho, (b) qual o % que pode ser dado ao funcionário tendo em vista o desempenho apresentado e (c) a periodicidade dos aumentos.

L C Daólio